Adspace 728x90

PF prende ex-deputados Luiz Argôlo, André Vargas e Pedro Corrêa em nova fase da Lava-Jato


SÃO PAULO, CURITIBA e BRASÍLIA - A Operação Lava-Jato retornou ao local de início das investigações, o Paraná, para abrir uma nova frente de apuração, agora no Ministério da Saúde e na Caixa Econômica Federal. Na operação, foram presos preventivamente três ex-deputados: Luiz Argôlo (SD-BA), Pedro Corrêa (PP-PE) — que, condenado no mensalão, cumpria regime semiaberto— e André Vargas (PT-PR), que teriam sido beneficiados do esquema. Foram detidos provisoriamente: a secretária de Argôlo, Elia Santos da Hora, Ivan Mernon da Silva Torres, Leon Vargas (irmão de André Vargas) e Ricardo Hoffman, diretor de uma agência de publicidade.


Na 11ª fase da operação, intitulada “A Origem” — nomeada assim por ter voltado ao estado onde as investigações começaram —, foi desarticulado um esquema que desviava dinheiro de contratos de agência de publicidade para políticos. Ricardo Hoffman, dono da agência Borghi/Lowe, tinha contas com a Caixa e Ministério, e supostamente operava esquema semelhante ao do mensalão, com repasses a políticos. A Polícia Federal apreendeu na agência de publicidade Borghi/Lowe, em Brasília, documentos relacionados às faturas dessa empresa, em contratos com o Ministério da Saúde e a Caixa Econômica Federal e envolvendo também a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e INVESTIMENTOS (Apex Brasil)

Pelo menos cinco produtoras de filme, que teriam pagado duas empresas fantasmas - atribuídas ao envolvidos nessa fase- por prestações de serviço que não existiram também foram alvo de fiscalização. As produtoras foram subcontratadas pela Borghi/Lowe.

Crisópolis em Foco: Informação e cidadania. #Compartilhe!


  • Comentar via Blogger
  • Comentar via Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Item Reviewed: PF prende ex-deputados Luiz Argôlo, André Vargas e Pedro Corrêa em nova fase da Lava-Jato Rating: 5 Reviewed By: Hamilton Bispo