Adspace 728x90

Funcionário público é suspeito de matar seis membros da própria família e cometer suicídio

Um homem de 42 anos é suspeito de matar seis pessoas da própria família e depois cometer suicídio em Santa Catarina, na manhã desta quinta-feira (26).


Os corpos da esposa, filha, sogro, sogra e cunhada, além do de Alcir Pederssetti, 42 anos, foram encontrados pela empregada doméstica da família quando chegava para trabalhar na residência.

Alcir era funcionário público da prefeitura de Cordilheira Alta, no oeste de Santa Catarina. De acordo com o prefeito da cidade, Alceu Mazzioni, ele sempre se mostrou tranquilo e sempre desenvolveu as atividades a ele destinadas.

"Inclusive na quarta-feira ele ficou a tarde toda lá na prefeitura", afirmou ao G1. De acordo com a polícia, Alcir não estava conformado com uma possível separação da esposa Monica Pederssetti, de 33 anos.

Testemunhas teriam ouvido disparos na residência por volta das 4h30, mas era comum Alcir atirar para afugentar suspeitos que costumavam invadir o terreno da família.

Segundo a polícia, a esposa de Alcir teria sido a primeira vítima. Lana Pederssetti, de 16 anos, filha do casal, foi encontrada morta na sala, ao lado do corpo do pai.


Os corpos dos pais de Monica, Antonio Moresco e Luiza Moresco, de 68 e 65 anos, respectivamente, estavam em um quarto e o corpo da irmã de Monica, Lucimar Moresco, de 36 anos, estava em outro quarto.


Crisópolis em Foco: Informação e cidadania. #Compartilhe!


  • Comentar via Blogger
  • Comentar via Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Item Reviewed: Funcionário público é suspeito de matar seis membros da própria família e cometer suicídio Rating: 5 Reviewed By: Hamilton Bispo